Esta planta tropical e sub-tropical floresce em todo o sudeste da Ásia. Já era conhecida no Sri Lanka desde 1860. Seu óleo essencial era utilizado pelos egípcios, gregos e romanos como perfume e para aromaterapia.

Leia mais...

Nativa do Oriente Médio, cresce atualmente no sul da Rússia, Turquia, Índia e em muitas partes da Europa, onde é uma especiaria popular para aro matizar as bebidas alcoólicas.

Leia mais...

Nativo do oeste e sul da Ásia, é cultivado no sul da Europa, especialmente na França, e nas zonas temperadas dos Estados Unidos. Por ser uma das ervas mais aromáticas, é a favorita dos connoisseurs por seu sabor intrigante. É uma erva festiva, freqüentemente usada pelos franceses para ornamentar carnes cobertas por molho.

Leia mais...

De origem asiática, mais representativa na região do Himalaia, no centro-sul da Ásia e China. Nas Américas e na África, é pouco utilizada na culinária.

Leia mais...

O feno grego é nativo da Índia, embora venha sendo cultivado nas regiões mediterrâneas desde os tempos mais remotos.

Leia mais...

Planta aromática da família das umbelíferas, originária da Itália, tem sido usada há milhares de anos. Seu nome vem do latim foenum.

Leia mais...

Nativo do sudeste da Ásia, foi uma das primeiras especiarias orientais conhecidas na Europa. Marco Pólo escreveu que encontrou gengibre na China.

Leia mais...

Existem dúvidas sobre a origem exata do gergelim: África ou Índia. Mas há 5000 anos já era utilizado na China, sendo ainda considerado estrangeiro. Hoje, o gergelim nasce em vários países: Índia, China, Burma, México, Paquistão, Turquia, Uganda, Sudão e Nigéria. Na maioria deles, a produção é consumida domesticamente. Menos no Sudão e na Nigéria, principais exportadores.

Leia mais...

Planta originária da Europa e Ásia, onde cresce espontaneamente, foi posteriormente aclimatada e cultivada na América do Norte. É conhecida no Brasil também pelo nome de alcaravia e muito utilizada em pratos alemães, eslavos e húngaros. Tem sido empregada como especiaria há cerca de 5000 anos: há provas de seu uso culinário na Idade da Pedra. Seu uso na culinária pelos antigos gregos e romanos foi registrado em 1552 a.C., no papiro médico de Thebes.

Leia mais...

O arbusto de louro é nativo da Ásia Menor, mas está tão espalhado por todas as partes do Mediterrâneo, há tanto tempo, que se pensa nele como sendo uma planta nativa daquela região.

Leia mais...

VENDO ESTE SITE POR R$ 5,000,00 COM 1 ANO DE HOSPEDAGEM GRATUITA

Interessados falar com  Carlos (17) 3521 2829 ou 981 069 762 (tim)