Nativa da América Centra!, foi levada por exploradores à Europa. Hoje, a maioria é importada da Espanha e da Europa Central, mas é cultivada comercialmente também na Califórnia. A maior parte da páprica consumida nos Estados Unidos é suave e levemente doce no sabor; agradavelmente aromática e de cor vermelho-viva; outro tipo, pungente e de cor mais leve, é a páprica húngara.

Leia mais...

Também chamada de pimentão ou pimentão da jamaica e nativa do Hemisfério Ocidental, é a única e principal especiaria produzida exclusivamente naquela área. Descoberta por Colombo em 1494, mas não reconhecida como especiaria à época, foi introduzida na Europa no início do século 17.

Leia mais...

Nativa da Índia, o maior produtor mundial, a pimenta-do-reino é a especiaria mais popular do mundo e uma das primeiras introduzidas na Europa.
 

Leia mais...

Nativa da América do Sul, a pimenta-rosa também,cresce nos países do Oceano Indico. Suas sementes são colhidas de uma árvore que chega a ter 6 metros de altura.

Leia mais...

É uma espécie extremamente picante, encontrada na América, principalmente no Brasil. É utilizada nas preparações de molhos picantes para carne e peixes, na lingüiça e na cobertura para lombos. É uma planta anual, cuja altura varia de 35 a 50 em. As flores, solitárias e brancas, dão origem às pimentas, que chegam a medir 10 em de comprimento. É encontrada em diversas formas: inteira, moída, em conserva, seca e picada (esta conhecida como pimenta calabresa). No fruto seco, as substâncias picantes permanecem inalteradas por muitos meses, mas perde-se um pouco de seu teor de vitaminas.

Leia mais...

Nativa das regiões temperadas do Leste da Europa até a Rússia, Polônia e Finlândia, foi acrescentada à lista de condimentos recentemente. As raízes crescem mais no outono e julga-se que seu sabor aumenta com o clima frio.

Leia mais...

Do sul da Europa e utilizada desde o século 3 a.c., é hoje cultivada em todas as regiões temperadas do mundo. Existem duas variedades conhecidas: uma de folhas lisas e de sabor mais forte, e outra, de folhas crespas.

Leia mais...

Nativa da costa do Norte do Mediterrâneo e muito difundida em todas as cozinhas européias, foi usada com finalidades medicinais na Idade Média. Gregos, romanos e árabes usavam a sálvia pelos seus poderes curativos, como um tônico geral e contra as mordidas de cobras. Não se sabe quando seu emprego culinário se sobrepôs ao uso na medicina, mas certamente ela já ganhou seu lugar na cozinha há vários séculos.

Leia mais...

Oriunda da zona mediterrânea, tem sabor forte e levemente apimentado, que lembra o tomilho, e floresce em lugares ensolarados. Há duas variedades conhecidas: a segurelha verão e a inverno. Os romanos usavam a segurelha antes de pratos picantes orientais e Virgílio recomendava que fossem plantadas próximas a colméias. Foram os romanos que levaram a segurelha para a Inglaterra, nos tempos dos Césares.

Leia mais...

Trata -se das sementes da papoula, a flor da qual se extrai também o ópio. Nativa do Oriente Médio, é uma bela planta cor-de-rosa, branca ou lilás.

Leia mais...

VENDO ESTE SITE POR R$ 5,000,00 COM 1 ANO DE HOSPEDAGEM GRATUITA

Interessados falar com  Carlos (17) 3521 2829 ou 981 069 762 (tim)